De acordo com a medicina tradicional chinesa, os pés possuem pontos reflexos que representam e influenciam no funcionamento de diversos órgãos. Por isso, torna-se necessário dar atenção e cuidados redobrados com a saúde dos pés.

Fonte: Isto é
Fonte: Isto é

Em dias exaustivos são comuns dores nessa região do corpo, mas é preciso atenção aos sinais que o cérebro manda. A fasceíte ou fascite plantar, por exemplo, pode ser definida como a inflamação da fáscia plantar, comum em pessoas entre a terceira e quinta década de vida. Além disso, é a lesão mais comum da planta do pé e um dos principais problemas em corredores, representando 20% das lesões esportivas.

Entre os fatores que ocasionam dores na planta dos pés estão as alterações posturais e diferença no comprimento de membros inferiores; encurtamento dos músculos da panturrilha (tríceps sural); diminuição da força dos músculos flexores plantares e intrínseco dos pés; obesidade ou súbito aumento de peso; traumas locais e ambientais devido a erros de treinamento; aumento de sobrecarga e velocidade; intensidade e duração de treinos e corrida; corrida em aclives e terrenos irregulares; calçados inadequados; e alongamento insuficiente.

São comuns relatos de dor irradiada do calcâneo até a base dos dedos. Isso ocorre, principalmente, nos primeiros passos, quando o paciente levanta-se da cama pela manhã e durante a deambulação (marcha do dia a dia). Geralmente, a fasceíte plantar começa como uma dor leve na área da planta do pé próxima ao calcanhar que, gradualmente, fica mais intensa e severa, explica a fisioterapeuta, Nara Beatriz Matos.

Uma dica é utilizar calçados confortáveis e que se ajustem bem ao pé. Sapatos inadequados provocam dores, desconforto e, muitas vezes, o atrito mais intenso pode originar a formação de calosidades. Além disso, é importante ressaltar que cada indivíduo deve ser analisado criteriosamente de modo isolado, pois demandam cuidados individualizados, orienta a especialista.

Alongamentos, massagens e exercícios de relaxamento utilizando uma bolinha, como a de tênis, ajudam retirar os nós de tensão da musculatura da planta do pé. O famoso escalda pés descansa o corpo e relaxa a mente, ensina Nara. Todo programa de fisioterapia para o tratamento e prevenção da fasceíte (fascite) plantar visa à diminuição da dor, o equilíbrio muscular e o controle do processo inflamatório, por meio de orientações, alongamento e o fortalecimento dos músculos.

Fonte: K&M

Comentários