Esse é um problema que afeta muitas pessoas, mas é possível ter alguns cuidados que podem minimizar e até acabar com o problema.

Olá leitores!

Como falar em pés e não lembrar do famoso “chulé”? Afinal de contas, temos mais de 250 mil glândulas sudoríparas nos pés e, em decorrência disso, nenhum de nós está livre desse mal. Esse problema, tão incômodo e desconfortante pode ser tratado, sabia? Pois é! E o site Saúde Informações dá dicas muito legais para tratar esse problema. Veja abaixo:

O Famoso “Chulé” é o nome popular que é dado a Bromidrose quando ocorre nos pés. Ela é causada por suor excessivo na planta dos pés e muitas vezes agravadas pela falta de higiene. A Bromidrose é causada pela decomposição bacteriana das secreções das glândulas de suor.

Todos nós temos uma “criação” de bactérias que vivem na nossa pele, sapato e roupas, por exemplo. Pessoas com transpiração excessiva nos pés, sofre do “chulé” e seu tratamento geralmente tenta controlar a transpiração nos pés para que não apareça o odor.

Qualquer pessoa, independente de classe, sexo ou idade, não está livre do “chulé”. Mas, os adolescentes por exemplo sofrem mais com esse mal, pois os hormônios estão a todo vapor nessa época da vida, aumentando muito a transpiração nos pés. O Suor excessivo também pode ser causado por doenças como o hipertiroidismo, diabetes e obesidade.

Em alguns dos casos o chulé acompanha outros problemas como a micose, alergias e eczemas. De fato pode ser alguma conseqüência de causas mais profundas, ou até muito fácil de controlar, como por exemplo o consumo excessivo de carne vermelha que pode gerar o chulé, pois elas contem grande quantidades de toxinas. O organismo tende a excretá-las, o que pode tornar um alimento mais favorável as bactérias, e assim as fezes delas, causam o tal odor.

O mau cheiro decorre da ação de bactérias que se alimentam do suor e de todo material que se encontra sobre a pele. As bactérias estão presentes na epiderme, a camada superficial da pele. A umidade faz com que elas se proliferem mais rapidamente. Os micro-organismos decompõem o suor excessivo.

A decomposição é um processo de fermentação e libera gases de odor ruim. Sapatos fechados, de borracha ou de plástico e meias sintéticas facilitam a produção de suor e impedem a ventilação dos pés.

Algumas regras básicas podem ajudar a evitar esse odor como:

1. Lavar os pés todos os dias ( pode parecer bobagem mais muita gente não presta a devida atenção aos pés na hora de tomar banho ). Lave bem a sola e o peito do pé, principalmente se você tem o hábito de andar descalço, mesmo dentro de casa. Lave entre os dedos e após isso seque muito bem os pés após o banho.

2. Troque as meias diariamente – e dê preferência a meias de algodão, pois absorvem melhor o suor. Meias de tecidos sintéticos são mais duráveis, mas prendem o calor e o suor dentro delas, causando assim mais odor.

3. Utilize um talco anti-séptico regularmente, mesmo que o problema não apareça, pois isso previne a formação de bactérias nos calçados.

4. Não utilize sapato ou tênis sem a meia (pois a meia ajuda a absorver o suor).

5. Após utilizar os calçados, não os guarde em lugares fechados, ou em até mesmo caixas ou sapateiras. Deixe os sapatos em lugares arejados ou exponha ao sol para “secar” o suor.

6. Usar os sapatos em dias alternados.

7. Retirar, sempre que possível, os sapatos para que os pés sejam arejados.

Em casos mais graves em que o mau cheiro é causado por micoses, frieiras ou algum outro problema dermatológico, é recomendado que se procure um dermatologista para fazer um tratamento.

Fonte: Saúde Informações

O Blog Odorium dá uma dica de tratamento caseiro para o chulé:

Dica de tratamento caseiro

Ingredientes:

200 ml de álcool comum
2 pedrinhas de cânfora
1 copo de folhas secas de menta ou hortelã
Como fazer:

Misture o álcool com as pedrinhas de cânfora
Espere que elas dissolvam totalmente (demora uns 5 dias ).
Depois, acrescente 1 litro de água fervente às folhas secas de menta ou hortelã, deixe amornar.
Deixe os pés repousarem nessa mistura por 30 minutos.
Seque bem os pés e faça uma massagem entre os dedos com álcool canforado.

Fonte: Blog Odorium

Comentários
  1. Raquel

    Vou praticar essas dicas logo, porque estou com aquele chulé ou seja estou com bromidrose rss

    Responder
  2. clovis

    Mulheres não façam nada do que foi dito. Nós amamos homens amamos chulé de mulher.

    Responder